Diário de Viagem: Montevidéu – Uruguai

Para nossa segunda viagem internacional, eu e o marido queríamos ver neve, e claro, ir para um lugar que não fosse tão caro. Então decidimos por Bariloche com uma passada rápida em Buenos Aires. Só que quando fomos fazer as pesquisas de passagens, hotéis e etc, descobrimos que era tudo muito caro e acabamos tendo que adiar nosso encontro com a neve e mudar um pouco nosso roteiro. Dai que um amigo do Octávio sugeriu ir para o Uruguai e fazer a travessia pelo rio da prata até Buenos Aires na Argentina, e foi maravilhoso. Nós amamos a viagem e hoje vou começar a contar para vocês como foi tudo.
Vista do Mirador – Prédio da Prefeitura

A cidade é lindíssima, com vários prédios históricos, e uma atmosfera bem europeia. Nessa época do ano também é inverno por lá e faz bastante frio (cerca de 10˚C e pode fazer até 5° durante a noite) chove e venta muito. Tivemos até sorte porque não choveu nenhum dia.
Palácio Salvo – Plaza Independencia – Montevidéu

Saímos de Recife cedinho no dia cinco desse mês, paramos em São Paulo e de la seguimos para Montevidéu. Chegamos lá no finalzinho da tarde, e pegamos o serviço de van compartilhado que tem logo na saída ( Site Serviço de Van ) Demora mais a chegar porque vai parando, mas é bem mais em conta que pegar táxi. Ficamos no hotel Urban Express, no centro, pertinho da Plaza Independencia, e de outros principais pontos turístico da cidade. Hotel simples, porém agradável e muito bem localizado. Fizemos check in e já fomos logo jantar, estávamos exaustos e queríamos descansar para começar aproveitar. Jantamos em um restaurante pertinho do hotel, chamado Danúbio Azul. Comida boa, porém cara.


No dia seguinte, acordamos cedo, tomamos café e fomos fazer a trocar do dinheiro. Pegamos a dica de uma casa de Cambio chamada Bacacay, pertinho do hotel na Avenida 18 de julho. Lá em quase todo lugar aceita real, mas recomendo trocar o dinheiro, porque eles normalmente aceitam de acordo com o câmbio do dia, e você pode sair perdendo, já que o valor da moeda oscila muito. Depois seguimos para conhecer os pontos turísticos do centro.

*Pontos Turísticos que visitamos nesse 1 dia:
#Plaza Independencia,
#Teatro Solis
#Puerta de la Ciudadela
#Plaza Constitución
#Catedral Metropolitana de Montevidéu
#Mercado del Puerto
#Museo del Carnaval

Começamos pela Plaza Independencia. Ela fica na divisa entre o centro de Montevidéu e a Ciudad Vieja. Antigamente existia uma muralha que dividia estas duas áreas, e um pedaço dela ainda existe e está no local, a Puerta de la Ciudadela. No centro da praça tem o momumento de um homem em cima de um cavalo, é o Mausoleo General Jose Artigas, esse local guarda as cinzas do militar que foi um herói nacional. Por lá também é possível ver o Palácio Salvo.
Puerta de la Ciudadela

Seguimos pela rua Sarandí  até a Plaza Constitución, ela liga uma praça a outra. Nela tem várias lojas, cafés, e até uma feirinha de artesanato e suvenires. Lembrando que ela  é somente para pedestre. A Plaza Constitución fica na parte mais antiga da cidade, em frente a Catedral Metropolitana de Montevidéu, e é a mais antiga da cidade. 

Rua Sarandí

Plaza Constitución

Catedral Metropolitana de Montevidéu – Plaza Constitución

Depois continuamos andando até o Mercado del Puerto. Não é muito perto, mas o clima é agradável e dá para ir caminhando numa boa. Os arredores do mercado é muito charmoso, não tem aquele assedio tipico desses lugares. Na parte de dentro tem vários restaurantes e algumas lojinhas de suvenires. É muito limpo, é mais para turista visitar. Seguindo dicas da internet, almoçamos no El Palenque, ele é conhecido por ser tradicional e pela boa comida. E sem dúvida foi a melhor carne que já comi na vida.
Mercado del Puerto

Mercado del Puerto

Antes do almoço demos uma passada no Museu do Carnaval, que fica do lado do mercado. O museu é bem simples, não tem muito o que ver, mas é legal para conhecer.
Depois do almoço compramos o ticket da passagem do bus de turismo, que queríamos fazer no dia seguinte. Tem uma parada com quiosque pertinho do mercado (Site Ônibus Turístico). Retornamos andando até o Teatro Solís que fica pertinho da Plaza Independencia. Ainda chegamos a tempo de fazer a visita guiada no horário de 16h00. A visita é paga, porém não pagamos porque fomos na quarta-feira, e nesse dia é gratuita. Para ser sincera não achei nada demais. É possivél escolher um guia que fala português, ele leva você para dar uma volta no teatro e enquanto isso vai contando um pouco da historia dele, e dura trinta minutos mais ou menos.
Teatro Solís

Teatro Solís
Saindo do teatro seguimos para dar uma volta na avenida 18 de julho e tentar achar um local para jantar, e achamos uma pizzaria que fica de esquina, chamada The Manchester. Pedimos pizza individual, que por sinal era muito bem servida e super gostosa. Ela fica acho que no mesmo quarteirão do cambio Bacacay. Nesse dia fizemos tudo andando, andei tanto que fiquei com o pé dolorido. Mas eu ainda prefiro assim, a gente consegue desbravar tudo e conhece melhor o lugar visitado.

Gente vou fazer os posts por dia, são muitas informações, e junto com as fotos o post fica enorme e acaba ficando cansativo.

Espero que curtam, e aproveitem as dicas! 

Siga o blog nas Redes Sociais: FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER
Anúncios

2 comentários sobre “Diário de Viagem: Montevidéu – Uruguai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s